close

Bem-vindo à Inrise Consultoria. Uma empresa doGrupo Inrise.

Pela 1ª vez na história, mulher negra será indicada para a Suprema Corte dos EUA

Pela primeira vez na história, uma mulher negra deve ser indicada para compor a Suprema Corte dos Estados Unidos. A confirmação da indicação foi feita nesta quinta-feira (27/1) pelo presidente Joe Biden. A nova ministra ocupará a vaga que será deixada por Stephen Breyer, cuja aposentadoria foi anunciada oficialmente em uma carta a Biden tornada pública também nesta quinta. Em discurso na Casa Branca, o presidente americano disse que a indicação será feita em fevereiro.

A Suprema Corte tem nove justices. Desde sua criação, o tribunal só teve cinco mulheres — quatro brancas e uma hispânica — e dois homens negros — entre os 115 juízes que integram ou integraram o colegiado.

Os possíveis candidatos de Biden incluem Ketanji Brown Jackson, uma ex-assitente de Breyer que foi confirmada pelo Senado em junho passado para servir em um influente tribunal de apelação dos EUA, e Leondra Kruger, que atua na Suprema Corte da Califórnia. Outra candidata em potencial é Michelle Childs, juíza do tribunal distrital federal da Carolina do Sul, que Biden já indicou para o tribunal de apelações dos EUA em Washington.

Há eleições para o Senado (e outros cargos) no último trimestre deste ano. Se os democratas perderem para os republicanos a maioria no Senado, será muito difícil para Biden nomear um ministro para a Suprema Corte. Por isso, os democratas, que detêm uma maioria mínima no Senado, devem confirmar rapidamente a escolha de Biden.

FONTE: CONJUR.

Inrise Consultoria - Desenvolvido por DanBritto - Marketing Co.